Aterro sanitário vira lixão e causa dano ambiental em Alagoinhas

Com produção diária de cerca de 120 toneladas de lixo, a cidade de Alagoinhas, viu seu aterro sanitário, um dos 43 existentes no estado...

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DE:

Com produção diária de cerca de 120 toneladas de lixo, a cidade de Alagoinhas, viu seu aterro sanitário, um dos 43 existentes no estado, num universo de 417 municípios, ser transformado em lixão durante oito meses. Foi o tempo que durou entre o impasse da Prefeitura local com a empresa ART Construtora – que, sem receber, deixou de realizar a manutenção no aterro – e a contratação emergencial de outra empresa para realizar o serviço, retomado no início deste mês.

Questionada sobre quanto deixou de pagar à ART Construtora, o secretário municipal de Serviços Públicos, Harnoldo Silva Azi, informou que não tinha o valor e que o problema com a empresa foi na gestão passada, durante o ano de 2016.
O trabalho, agora, é recuperar o dano ambiental, sobretudo o solo, que ficou com uma camada de 3 a 5 metros contraminada pelo lixo jogado a esmo no aterro. A área ocupada por ele é do tamanho de dois campos de futebol e meio.

A Sustentare Saneamento, empresa paulistana contratada por R$ 1,2 milhão, pelo prazo de seis meses, numa licitação emergencial, informou que prevê o deslocamento de cerca de 30 mil toneladas de lixo despejados de forma irregular.

Ajustamento - A Prefeitura deu início aos trâmites do contrato emergencial após assinar em 28 de novembro de 2017 um termo de ajustamento de conduta (TAC) com o Ministério Publico do Estado (MP-BA).

O TAC prevê também que o Município apresente, até dezembro de 2019, o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos e estabelece que a Prefeitura incentive no plano a participação de cooperativas ou outras formas de associações de catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis.
No aterro, o lixo é jogado em espaços chamados de células, que são buracos de 5 metros de profundidade por 7,5 mil metros quadrados de área onde resíduos sólidos são compactados com terra e há sistemas de escoamento do chorume e gás metano.

Há apenas duas células no aterro, uma delas já com vida útil ultrapassada e a outra – que vinha recebendo o lixo de forma desordenada –, já no limite. A Prefeitura de Alagoinhas prevê a construção de uma terceira célula ainda este ano.

No limite - O aterro, do jeito que estava, com aspecto de lixão, “em mais alguns dias não ia poder receber os caminhões de lixo”, informou o engenheiro civil e sanitarista Joaquim Neves, à frente dos serviços da Sustentare em Alagoinhas.

“Já promovemos uma limpeza na área e já reduziu a geração do chorume. Os serviços que chegam estão sendo depositados na área prevista e não mais irregularmente. Estamos colocando resíduos nas duas células”, afirmou Neves.

Segundo o engenheiro, o lixo acumulado nesses oito meses criou uma camada de cerca de 2 metros. “Vamos demorar de dois a três meses para cobrir a camada de lixo com terra e fazer a drenagem de gases e a fluvial”, disse ele.

Lençol freático - O fato de o lixo estar sendo jogado de forma irregular no aterro levantou suspeitas sobre a possibilidade de contaminação do lençol freático da cidade, onde está localizado o Aquífero São Sebastião, cuja água é considerada pelo Ministério de Minas e Energia como de alta qualidade.

Em Alagoinhas, captam água do aquífero duas empresas de cervejaria e uma fabricante de refrigerante e água mineral. Mas as captações são feitas a cerca de 100 a 150 metros de profundidade, de acordo com a Agência Nacional de Mineração (ANM).

“Não vemos motivo para preocupação quanto à contaminação do aquífero. A não ser que fosse um problema que durasse por muito tempo – dois a três anos. Aí poderia chegar até o aquífero pelo lençol freático, mas não foi o caso”, disse o chefe de fiscalização da ANM em Salvador, Cláudio Lima. 

Fonte: Correio 24 horas
PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ANUNCIE NO PORTAL APORÁ NEWS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Nome

Acajutiba,157,Achamos na Web,5,Acidente,164,Ações Sociais,19,Alagoinhas,247,Alerta,17,Aniversariantes da Semana,3,Aniversariantes do dia,1,Anunciantes,4,Aporá,364,Aporá da gente,29,Araçás,1,Aramari,4,Bahia,498,BBB21,2,Brasil,377,Camaçari,88,Campanha,14,Campanhas solidária,11,Cardeal da Silva,6,Carnaval 2020,9,Caso Juliana Carvalho,5,Catu,15,CEPAHO,19,Cinema e TV,100,Classificados,1,CNM,11,Coberturas,2,Concursos,30,Conde,25,Copa da Laranja,48,Copa da Laranja 2019,4,Coronavírus,69,Costa do Sauipe,1,Crisópolis,75,Cultura,2,Cursos,8,Datas comemorativas,13,Debate Cidade,145,Desaparecido(a),7,Desemprego,10,Determinação,2,Dicas de Beleza,9,Dicas de decoração,1,Divulgando Talentos,13,Economia,139,Educação,186,Eleições 2018,14,Eleições 2020,24,Eleições municipais 2016,22,Emancipação Politica de Aporá,2,Enquete,2,Entre Rios,80,Entretenimento,132,Escolas de Acajutiba,1,Esdon Turismo,1,Especial,1,Especial com Músicas,4,Esplanada,201,Esporte,211,Euclides da Cunha,2,Eventos,153,Eventos do Portal,1,Famosos,336,Feira de Santana,94,Ferramentas do Portal,2,FPM,1,Geral,7,Governo Bolsonaro,13,Histórias Reais,14,Horário de verão,2,Humor,1,Inhambupe,213,Interior da Bahia,67,Itabuna,27,Itamira,74,Itapicuru,90,Jacobina,1,Jornal Portal Aporá News,11,JP Agenciamento de Marketing,4,Justiça,31,Lagarto,3,Lauro de Freitas,7,Leitores assíduos,1,Mata de São João,11,Matérias regional,1,Meio Ambiente,2,Minha Cidade e Educação,35,Minuto de Fé,5,Miss Site,81,Miss Site 2018,2,Miss Site 2019,31,Mundo,122,Mundo Bizarro,111,Mundo Curioso,219,Nota de Esclarecimento,4,Nota de Falecimento,47,Notícia,24,Noticias,12,Notícias,1347,Nova Soure,23,Novidades,7,Olindina,51,Paraíba,6,Parceria & Divulgação,11,Paripiranga,3,Patrocinado,8,Pernambuco,1,Pesquisas,7,Pojuca,6,Polícia,535,Política,188,Povoado Cidade Nova,10,Prestação de contas,1,Programa dos Artistas,3,Programa noite com músicas,3,Projeto Comunidade Limpa & Bonita,5,Projeto saúde do município,21,Projeto saúde do munícipio,2,Projetos Sociais,7,Rádio,1,Realizando Sonhos,1,Região,26,Reportagens,1,Resumo das Novelas,4,Retrospectiva do Portal,1,Rio de Janeiro,12,Rio Real,126,rl news,7,Salvador,146,São Paulo,18,Sátiro Dias,1,Sátrio Dias,9,Saúde & Bem estar,179,Saúde do Município,5,Sergipe,33,Simões Filho,41,Só Notícias Boas,28,Superação,19,Ta sabendo?,58,Tecnologia,88,Tobias Barreto,48,Tragédia,22,Trânsito,20,Tribunal,1,TV PAN,2,UBS Aporá - Saúde do município,3,Usucapião Extraordinário,5,Vagas de emprego,140,Vídeo,42,Você Repórter,90,
ltr
item
Portal Aporá News: Aterro sanitário vira lixão e causa dano ambiental em Alagoinhas
Aterro sanitário vira lixão e causa dano ambiental em Alagoinhas
https://4.bp.blogspot.com/-OuattXzwK2Y/WszsD4oLCxI/AAAAAAAAP4Q/uBvfcAj8ewoxKe5VhZBD3cAXfADidSDDQCLcBGAs/s320/lixao_capa.jpg
https://4.bp.blogspot.com/-OuattXzwK2Y/WszsD4oLCxI/AAAAAAAAP4Q/uBvfcAj8ewoxKe5VhZBD3cAXfADidSDDQCLcBGAs/s72-c/lixao_capa.jpg
Portal Aporá News
https://www.portalaporanews.com.br/2018/04/aterro-sanitario-vira-lixao-e-causa.html
https://www.portalaporanews.com.br/
https://www.portalaporanews.com.br/
https://www.portalaporanews.com.br/2018/04/aterro-sanitario-vira-lixao-e-causa.html
true
5424239145499978499
UTF-8
Carregando todas as notícias Não encontramos esta notícia Ver todas Ler mais Resposta Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS NOTÍCIAS View All VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE CATEGORIAS ARQUIVOS PESQUISAR TODAS AS MATÉRIAS Não encontrou nenhuma correspondência posterior com o seu pedido Voltar para o início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$ 1 $$ minutos atrás 1 hora atrás $$ 1 $$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para desbloquear Copie todo o código Selecione todo o código Todos os códigos foram copiados para sua área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar