Banner Topo 728 × 90

Inscreva-se
random

Laudo confirma que advogada agredida por marido foi asfixiada: “Sinais de crueldade”


Um novo laudo do IML (Instituto Médico-Legal) do Paraná, divulgado nesta quinta (20), confirmou que a morte da advogada Tatiane Spitzner, 29, ocorrida no final de julho, foi causada por asfixia mecânica, e não pela queda do quarto andar do prédio. O exame de necropsia aponta a ocorrência de esganadura, com sinais de crueldade.

Segundo o diretor do IML, Paulino Pastre, o estudo confirmou que ela morreu e, depois, foi jogada do edifício onde morava com o marido, Luis Felipe Manvailer, em Guarapuava (PR).

Ele foi denunciado sob acusação de homicídio qualificado (por feminicídio, motivo fútil, meio cruel e dificultar a defesa da vítima), além de fraude processual por ter tentado alterar a cena do crime, ao recolher o corpo da mulher, e por cárcere privado, por impedir que ela fugisse.

Manvailer está preso desde o final de julho. Ele nega as acusações e afirmou, em depoimento, que a mulher pulou da sacada e que ele tentou impedi-la, mas não conseguiu.

Fonte: Folha Press
Laudo confirma que advogada agredida por marido foi asfixiada: “Sinais de crueldade” Reviewed by Portal Aporá News on 9/21/2018 10:51:00 AM Rating: 5
Todos os Direitos Reservados por Portal Aporá News © 2016 - 2018
Distribuído por Blogger, Projetado por Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.